Notícias » Família Real Britânica

Acordo de Epstein com mulher que acusa príncipe Andrew é divulgado

O documento de 2009 foi revelado em decorrência de um processo que Virginia Giuffre moveu contra o filho de Elizabeth II

Penélope Coelho Publicado em 04/01/2022, às 07h25

Príncipe Andrew, em 2017
Príncipe Andrew, em 2017 - Getty Images

Na última segunda-feira, 3, um acordo de quase 13 anos entre o financista condenado por crimes sexuais, Jeffrey Epstein, e a norte-americana Virginia Roberts Giuffre, foi tornado público.

O caso foi divulgado durante um processo que Giuffre moveu contra o filho da rainha Elizabeth II, príncipe Andrew. A mulher afirma ter sido vítima da rede criminosa de Epstein e acusa o duque de York de ter abusado dela enquanto ainda era menor de idade. O homem nega as acusações.

De acordo com informações publicadas pela CNN, o documento em questão revela que, em 2009, o financista pagou à Virginia US$ 500 mil para que ela desistisse do caso, sem que Jeffrey precisasse admitir qualquer culpa.

Embora o príncipe não seja citado do documento, o acordo foi revelado como uma moção para encerrar seu caso. Seus advogados afirmam que o processo da mulher viola os termos assinados, em que ela teria concordado com uma “liberação geral” das acusações contra Epstein e outros envolvidos.

Os advogados de Virginia, por sua vez, reiteram que o acordo seria “irrelevante” na acusação contra Andrew, já que ele não é mencionado.