Notícias » Brasil

Acusado de abusar sexualmente de Mariana Ferrer é oficialmente absolvido

Caso da jovem, que indignou internautas em 2020, havia chegado à mesma conclusão no julgamento de primeira instância

Redação Publicado em 07/10/2021, às 21h35 - Atualizado em 08/10/2021, às 15h13

Fotografias de Mariana Ferrer
Fotografias de Mariana Ferrer - Divulgação / Instagram/ Arquivo Pessoal

O empresário André de Camargo Aranha, que trabalha com jogadores de futebol e foi acusado de estupro de vulnerável por pela jovem Mariana Ferrer, fora absolvido em segunda instância nesta quinta-feira, 7. As informações são da Folha de São Paulo, através da coluna de Mônica Bergamo. 

Vale destacar que essa já havia sido a conclusão do julgamento em primeira instância, todavia, a promotora de eventos de 25 anos, pediu por uma revisão da sentença.

Sua queixa é de que teria sido sedada e estuprada durante uma festa localizada numa boate de luxo em Florianópolis no ano de 2018, quando tinha 21 anos de idade. 

Os três desembargadores responsáveis por reavaliar o caso, que foram Ana Lia Carneiro, Ariovaldo da Silva e Paulo Sartorato, votaram por unanimidade pela absolvição de Camargo, segundo repercutido pela Folha.

Após a decisão, internautas se revoltaram e manifestaram insastifação com o episódio. Como repercute o Pure People, um abaixo-assinado presente na Change.org cresceu e recebeu 6,1 mil assinaturas recentes.

"180 mulheres são estupradas POR DIA no Brasil. Mais da metade são crianças de até 13 anos. E a punição? Cadê?", escreveu o jogador Richarlison Andrade, através de sua conta no Twitter.

Primeira instância

A audiência de primeira instância, que fora realizada de maneira remota através de uma videochamada, acabou viralizando posteriormente, com os internautas majoritariamente se posicionando ao lado de Mariana

"Uma coisa é o tribunal midiático, outra é um julgamento técnico, conduzido por magistrados sérios. Eles irão julgar com base nas provas dos autos, nos quais resta claro que a palavra da promotora de eventos não se sustenta", argumentou Claudio Gastão da Rosa Filho, representante legal do empresário, ainda conforme o veículo. 

Protestos

Na época em que a história de Ferrer foi amplamente repercutida nas redes sociais, gerando protestos não apenas no Brasil como também na Europa, muitos se indignaram com a maneira como o advogado a tratou.

Na ocasião, Claudio mostrou fotografias presentes no Instagram da moça, e disse que não apenas "jamais teria uma filha" com o "nível" dela, como pedia "a Deus" que seu filho "nunca encontrasse uma mulher que nem ela".