Notícias » Personagem

Acusado de matar filha de 10 meses, filho de Paul Auster é encontrado morto

Ruby Auster, de apenas 10 meses, faleceu em novembro do ano passado vítima de uma overdose

Fabio Previdelli Publicado em 28/04/2022, às 11h36

Daniel Auster
Daniel Auster - Divulgação / Redes Sociais

Conforme repercutido pela equipe do site do Aventuras na História, no último domingo, 17, Daniel Auster foi acusado de homicídio culposo pela morte da própria filha, Ruby, uma bebê de apenas 10 meses de idade, que faleceu devido a uma overdose

Filho do famoso escritor Paul Auster, autor de best-sellers como: 'Palácio da Lua' (1989) e 'Noite do Oráculo' (2003), Daniel estava preso desde o último dia 15 deste mês, conforme recomendação da Justiça de Nova York.

Entretanto, o caso acabou ganhando um episódio mais trágico ainda nesta terça-feira, 28. Segundo autoridades policiais, Daniel foi encontrado morto devido a uma overdose acidental de drogas, confirmaram fontes oficiais ao jornal The Post. Acredita-se que a dose fatal era a quantidade normalmente consumida por ele. 

A morte de Ruy

Na tarde de 1º de novembro do ano passado, Daniel Auster cuidava da pequena Ruby, de apenas 10 meses, quando teve que ligar para a emergência médica de sua residência no Brooklyn. 

Quando os paramédicos chegaram, a bebê estava inconsciente e foi levada às pressas para o hospital. Infelizmente, Ruby não resistiu e foi declarada morta. Descobriu-se, a partir do exame de autópsia, que a jovem faleceu em decorrência de uma overdose de fentanil e heroína. 

O caso foi considerado homicídio e, desde então, as autoridades buscam descobrir de que maneira a bebê foi submetida a tais substâncias. Agora, as condições sobre a morte de Daniel também serão investigadas.