Notícias » Haiti

Acusados de matarem presidente haitiano receberam treinamento nos EUA, confirma Pentágono

Jovenel Moise foi morto a tiros no último dia 7 de julho

Fabio Previdelli Publicado em 17/07/2021, às 12h04

Jovenel Moise, presidente do Haiti que foi assassinado
Jovenel Moise, presidente do Haiti que foi assassinado - Getty Images

Conforme noticiou a equipe do site do Aventuras na História no início dessa semana, a polícia haitiana prendeu o suposto mandante do assassinato do presidente Jovenel Moise, que foi morto a tiros no último dia 7 de julho.  

Charles Emmanuel Sanon, de 63 anos, teria contratado colombianos para pôr fim a Moise. Agora, segundo informou o Opera Mundi, surge a notícia que o grupo recebeu treinamento militar nos Estados Unidos.  

A informação foi confirmada pelo Pentágono, segundo declaração do porta-voz Ken Hoffman à emissora Al Jazeera” 

“Uma análise de nossos bancos de dados de treinamento indica que um pequeno número de colombianos detidos nesta investigação havia participado de programas anteriores de treinamento e educação militar dos EUA, enquanto serviam como membros ativos das Forças Militares colombianas”. 

O porta-voz ainda afirmou que o Exército do país dá treinamentos rotineiros para militares da região, mas se defendeu ao afirmar que a capacitação apenas “promove respeito pelos direitos humanos, cumprimento do Estado de Direito e subordinação militar a lideranças civis democraticamente eleitas”.