Notícias » Crimes

Adolescente grávida é resgatada de situação análoga à escravidão

O caso aconteceu em Santa Catarina e, além da jovem, a Polícia Civil ainda resgatou outros 12 trabalhadores

Pamela Malva Publicado em 31/01/2022, às 17h00

Fotografias tiradas pela polícia durante a apreensão
Fotografias tiradas pela polícia durante a apreensão - Divulgação/ Polícia Civil de Santa Catarina

No último final de semana, a Polícia Civil de Santa Catarina resgatou um grupo de trabalhadores de uma condição análoga à escravidão. Segundo publicado pelo UOL no domingo, 30, as vítimas eram uma adolescente grávida e outras 12 pessoas.

O grupo fora contratado para trabalhar em uma plantação de cebola em Caçador, Santa Catarina. De acordo com a polícia, as 13 vítimas teriam vindo de diversos estados, sob a promessa de que iriam receber um salário pela produção, além de comida e alojamento sem quaisquer custos adicionais.

Quando chegaram ao local do serviço, no entanto, encontraram instalações insalubres, onde contariam com um único banheiro e pouca comida. Obrigadas a trabalhar 11 horas por dia, então, as pessoas ainda tinham de pagar por comida e moradia — os ganhos, dessa forma, somavam apenas metade do que lhes foi prometido inicialmente.

Imagens divulgadas pela polícia, inclusive, mostram que as vítimas, que dormiam em beliches, tinham apenas uma geladeira, que estava suja e vazia. Diante do cenário, o homem que teria levado as 13 pessoas para a plantação foi detido em flagrante.

Ainda de acordo com o UOL, o responsável pelo empreendimento e por manter os trabalhadores naquelas condições não teve sua identidade revelada. A Polícia Civil, no entanto, afirmou que "os fatos foram comunicados à Justiça Federal".