Notícias » Estados Unidos

Adolescente que filmou a morte de George Floyd muda de cidade após o trauma, diz site

Darnelle Frazer vem sofrendo críticas desde que publicou o vídeo, muitos internautas afirmam que a jovem deveria ter feito algo para ajudar Floyd, não ter filmado a ação

Paola Churchill Publicado em 02/06/2020, às 12h58

Foto de George Floyd a esquerda e de Darnelle Frazer
Foto de George Floyd a esquerda e de Darnelle Frazer - Divulgação

Segundo o site americano TMZ, a jovem Darnella Frazer está traumatizada após filmar George Floyd sendo morto por asfixia diante de uma brutal repressão policial nos EUA. De acordo com o veículo, Frazer e sua família se mudaram de Minneapolis e ela iniciou um tratamento psicológico após o episódio traumatizante.

O vídeo viralizou no final de maio e além de ganhar repercussão mundial, foi o estopim para mais de uma semana de protestos que seguem em andamento em diversas cidades americanas.

Darnelle vem sofrendo diversas críticas desde a publicação do vídeo. Muitos internautas questionam o porquê dela ter filmado ao invés de intervir na morte do homem. A menina usou suas redes sociais para desmentir que postou o vídeo para atrair seguidores ou ganhar dinheiro.

Ela ainda afirmou que estava apavorada enquanto filmava e por isso que não interviu durante a ação. "Em vez de me criticarem, me agradeçam! Porque esse poderia ser um dos seus entes queridos e você gostaria de ver a verdade também”.

Darnella ainda terá que enfrentar mais um tempo o trauma: ela é a testemunha-chave do caso. No último sábado, 30, a jovem e sua mãe se encontraram com oficiais do FBI para que a menina prestasse o seu depoimento sobre o ocorrido.