Notícias » São Paulo

Adolescente que jogou bomba que matou criança dá depoimento

Garoto afirma que não tinha intenção de acertar a casa da vítima de 4 anos de idade com explosivo; polícia de Barretos contesta versão

Penélope Coelho Publicado em 29/12/2021, às 09h05 - Atualizado às 10h25

Imagens do caso capturadas por uma câmera de segurança
Imagens do caso capturadas por uma câmera de segurança - Divulgação/Câmera de segurança/g1

De acordo com informações publicadas na última terça-feira, 28, o adolescente de 14 anos responsável por arremessar o explosivo que matou a menina Aylla Manuella Ribeiro da Piedade, de 4 anos, em Barretos, São Paulo, prestou depoimento.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Juliana Paiva, o menino revela que estava brincando com amigos de jogar bombas em um terreno baldio e afirma que não tinha a intenção de acertar a casa da vítima. As informações são do g1.

“Ele deixou consignado que não pretendia acertar a casa da vítima [...] Só que a bomba acabou desviando [...] Essa parte do depoimento a Polícia Civil confronta, tendo em vista que as imagens demonstram que a bomba foi arremessada em direção à casa da vítima”, revelou a delegada.

Agora, o adolescente ficará internado na Fundação Casa de Araraquara, em São Paulo, por 45 dias. Ele aguarda a audiência de custódia e irá responder por ato infracional análogo a homicídio.

No último sábado, 25 de dezembro, Aylla dormia em seu quarto quando foi atingida por um explosivo que foi arremessado em sua casa, localizada na região da Vila Gomes.  A menina não resistiu aos ferimentos e morreu um dia depois no hospital. A tragédia gerou revolta nos moradores, que incendiaram a casa do adolescente.