Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Adolescentes invadem mansão de mais de R$ 40 milhões e dão festa ilegal

Mais lidas: Donos do imóvel, que fica na Flórida, estavam fora da cidade quando tudo aconteceu

Fabio Previdelli Publicado em 04/07/2022, às 13h46 - Atualizado em 10/07/2022, às 15h00

Imagem da festa ilegal - Gabinete do Xerife do Condado de Walton
Imagem da festa ilegal - Gabinete do Xerife do Condado de Walton

Nas últimas semanas, autoridades da Flórida passaram a fazer uma busca contundente por adolescentes que invadiram uma mansão avaliada em 8 milhões de dólares, pouco mais de R$42 milhões, para darem uma festa. 

De acordo com o Gabinete do Xerife do Condado de Walton, através de uma publicação nas redes sociais, reclamações sobre sons altos foram relatadas no dia 18 de junho, num sábado, de uma casa localizada em Blackwater Street, em Watercolor.

Imagem da festa ilegal/ Crédito: Gabinete do Xerife do Condado de Walton

Ao chegarem ao local, os policiais descobriram que centenas de adolescentes haviam invadido a mansão enquanto os donos da propriedade estavam fora da cidade. Apesar de boa parte dos arruaceiros terem deixado o local, muitos deles publicaram vídeos da festa em suas redes sociais. 

Os registros de uma algazarra 

Nas imagens que circulam na internet é possível ver adolescentes usando joias dos proprietários da casa, experimentando suas roupas e até mesmo lutando boxe no saguão da residência. Tudo isso regado a músicas extremamente altas. 

De acordo com o portal WJHG , os donos da casa não tinham conhecimento prévio da festa. Além do mais, eles estavam fora da cidade desde a quarta-feira anterior à festa e planejavam voltar apenas no domingo. Entretanto, segundo a polícia, o evento na mansão, que atualmente está à venda, já era anunciado nas redes sociais desde a segunda-feira.

Os proprietários não quiseram ser identificados, mas alegaram que a invasão foi não só um duro golpe financeiro como também uma violação profunda da privacidade. O Gabinete do Xerife do Condado de Walton os apoiou.

Imagem da festa ilegal/ Crédito: Gabinete do Xerife do Condado de Walton

“Não é tanto sobre os itens neste momento, sobre o que foi roubado ou o que foi destruído”, Corey Dobridnia, representante do escritório do xerife do condado de Walton. “É sobre pessoas entrando em seu armário e experimentando suas roupas, e pessoas em seu banheiro, em sua cama, tudo isso.”

O órgão também enfatizou o fato de que eles não aceitavam “crianças sendo crianças” como desculpa para o comportamento dos adolescentes. “Queremos que você se pergunte como se sentiria se sua casa fosse saqueada e sua sensação de paz e segurança fosse tirada de você”.

“Antes de dizer 'eles podem não saber', pergunte a si mesmo se o que estava acontecendo era apropriado (ou legal), independentemente de eles terem permissão para estar lá (o que eles não tinham)”, completaram.