Notícias » Afeganistão

Afeganistão: Ao menos 60 pessoas morrem e dezenas ficam feridas após explosão em Cabul

A tragédia ocorreu depois de avisos sobre possíveis ataques

Luíza Feniar Migliosi, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 26/08/2021, às 13h00 - Atualizado às 17h00

Aeroporto de Cabul em 2014
Aeroporto de Cabul em 2014 - Getty Images

Uma explosão registrada na parte de fora do aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão, deixou pelo menos 60 pessoas mortas e dezenas de feridos, incluindo três fuzileiros navais norte-americanos, nesta quinta-feira, 26. A informação foi confirmada pelas autoridades dos Estados Unidos ao The Wall Street Journal.

Segundo portal de notícias Reuters, há suspeita de que se trata de um ataque suicida. Um diplomata ocidental em Cabul disse anteriormente que as áreas fora dos portões do aeroporto estavam "incrivelmente lotadas" novamente, apesar dos avisos de um possível ataque comunicados pelos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, que pediram aos afegãos que deixassem a área por causa de uma ameaça do Estado Islâmico.

Os Talibãs, cujos combatentes guardam o perímetro fora do aeroporto, são inimigos da afiliada afegã do Estado Islâmico, conhecida como Estado Islâmico Khorasan (ISIS-K)  devido um antigo nome da região.

"Nossos guardas também estão arriscando suas vidas no aeroporto de Cabul, eles também enfrentam uma ameaça do grupo do Estado Islâmico", disse um oficial do Talibã, que falou sob condição de anonimato e antes dos relatos da explosão.

O Pentágono confirmou a informação, mas não detalhou a quantidade de vítimas ou suas respectivas nacionalidades. “Podemos confirmar uma explosão fora do aeroporto de Cabul. Não há informações claras sobre vítimas neste momento. Forneceremos detalhes adicionais quando pudermos”, disse o porta-voz John Kirby.