Notícias » África

África: Após 4 anos sem casos, a poliomielite é erradicada no continente

O anúncio foi realizado oficialmente pela Organização Mundial da Saúde e o feito é considerado histórico

Penélope Coelho Publicado em 26/08/2020, às 10h24

Imagem ilustrativa de seringas
Imagem ilustrativa de seringas - Pixabay

Na última terça-feira, 25, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a poliomielite — também chamada de paralisia infantil — foi erradicada na África. O último registro da doença no continente ocorreu há quatro anos, na Nigéria. As informações são da agência de notícias RFI e foram divulgadas pelo portal G1.

De acordo com a publicação, a África atualmente está "isenta de poliovírus selvagem". O anúncio oficial foi realizado por videoconferência e reuniu o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus e a diretora da organização na África, Matshidiso Moeti.

A erradicação da poliomielite é uma etapa importante para que o mesmo aconteça em um âmbito mundial, por isso, o ocorrido foi considerado histórico por especialistas: "Graças aos esforços mobilizados por governos, profissionais de saúde e comunidades, mais de 1,8 milhão de crianças foram salvas desta doença", declarou a OMS em comunicado oficial.

A Poliomielite é uma doença contagiosa causada por um vírus, que em casos graves atinge os membros inferiores levando a uma paralisia, a vacina é a única maneira de prevenção do poliovírus. De acordo com a reportagem do G1, a OMS já chegou a registrar mais de 70 mil casos da doença no continente africano. Contudo, em decorrência de uma longa campanha que arrecadou US$ 19 bilhões em 30 anos, agora o local está livre.