Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Água doce

Água doce teria surgido na Terra há mais tempo do que se imaginava

Descoberta se deu a partir do estudo de moléculas de oxigênio em cristais de zircão em Jack Hills, Austrália

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 04/06/2024, às 16h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Estudo foi feito com cristais de zircão - Divulgação/NASA
Estudo foi feito com cristais de zircão - Divulgação/NASA

Pesquisadores descobriram evidências de água doce circulando na Terrahá 4 bilhões de anos, quase 500 milhões de anos antes do que se acreditava anteriormente. A descoberta foi feita a partir do estudo de moléculas de oxigênio em cristais de zircão. Os resultados foram publicados na revista Nature Geoscience.

Ao analisar as proporções isotópicas de oxigênio em zircões de Jack Hills, Austrália, uma das formações rochosas mais antigas da Terra, os cientistas notaram algo peculiar. A maioria dos minerais apresentava isótopos de oxigênio pesados, como esperado. No entanto, em zircões de 3,4 e 4 bilhões de anos, as proporções indicavam oxigênio mais leve.

Essas proporções mais leves sugerem a presença significativa de água doce, levantando suspeitas entre os especialistas. Nos zircões de 3,4 bilhões de anos, a equipe mediu proporções de oxigênio-18 para oxigênio-16 tão baixas quanto 0,1 por mil, comparadas à água oceânica, muito abaixo da média da época. Os zircões de 4 bilhões de anos apresentavam valores de cerca de 2 partes por mil.

Milhares de simulações computacionais foram realizadas para explicar essas proporções. "Concluímos que a principal água da Terra naquele período era oceânica (salgada), mas somente quando usamos água doce é que obtivemos os resultados que vemos em Jack Hills”, afirmou Hamed Gamaleldien, líder do projeto, ao Science News.

Isso sugere que já havia terra suficiente acima do nível do mar para sustentar o ciclo da água. A evaporação e precipitação alteram a composição química das moléculas de água, concentrando oxigênio-16 na água doce. Quando essa água da chuva infiltra-se no solo, reage com rochas ou magma, transmitindo valores isotópicos mais leves.

Vida na Terra

Gamaleldien destaca que a presença de um ciclo de água doce há 4 bilhões de anos não implica necessariamente a existência de vida naquela época, mas indica a presença do ingrediente principal para a formação da vida. O estudo foi submetido a um comitê científico para revisão, aguardando retorno sobre a credibilidade dos resultados.

+ Confira aqui o estudo completo.