Notícias » Astronomia

Água líquida subterrânea é descoberta em Marte

A descoberta foi feita através de dados coletados por satélite da Agência Espacial Europeia (ESA)

Ingredi Brunato Publicado em 29/09/2020, às 15h22

Superfície do planeta vermelho.
Superfície do planeta vermelho. - Getty Images

A Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou recentemente que após análises dos dados obtidos pelo radar da espaçonave Mars Express, que começou a orbitar Marte em 2003, foram identificados quatro lagos subterrâneos no planeta vermelho. 

"O lago principal é cercado por corpos menores de água líquida, mas por causa das características técnicas do radar e de sua distância da superfície marciana, não podemos determinar conclusivamente se eles estão interconectados", comentou a co-autora da pesquisa, coautora Elena Pettinelli, da Roma Tre University, na Itália, segundo apurado pela BBC. 

Imagem que reconstrói como seriam os lagos subterrâneos de Marte a partir dos dados dos radares. Crédito: Divulgação/ ESA 

 

A descoberta não significa, contudo, que as temperaturas de Marte, na superfície ou no seu subsolo, são ideais para água líquida. Os cientistas concluíram que os lagos marcianos devem ter grande quantidade de sais químicos, de forma que seu ponto de congelamento seja drasticamente diminuído, e a água permaneça líquida mesmo em temperaturas muito baixas. 

Apesar disso, a água em estado líquido, mesmo que não seja pura e sim altamente salinizada, já deixa em alerta os envolvidos na busca por vida extraterrestre. Na Terra, por exemplo, um tipo de micróbio chamado de “halófilo” é capaz de viver em água muito salgada. 

Mesmo que os lagos subterrâneos de Marte não contenham vida, porém, os cientistas também têm esperança de encontrar vestígios de organismos que viveram no planeta em outras épocas, quando ele tinha uma temperatura mais amena.