Notícias » Estados Unidos

Alec Baldwin: Arma que matou diretora de fotografia já tinha apresentado problema

Diversos funcionários envolvidos na produção chegaram a abandonar o projeto com queixas em relação à segurança

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/10/2021, às 17h48

Alec Baldwin em outubro
Alec Baldwin em outubro - Getty Images

Na quinta-feira passada, 21, o set de gravação do filme "Rust", que era ambientado no Velho Oeste, foi palco de uma tragédia após a arma cenográfica usada pelo ator veterano Alec Baldwin fazer um disparo acidental. 

O acidente ocorreu quando o intérprete apontava o objeto para a câmera, e causou a morte da diretora de fotografia da produção, Halyna Hutchins, além de ter ferido Joel Souza, que era o diretor do filme. 

Conforme repercutido pelo Globo nesta segunda-feira, 25, porém, a arma que teve o mau funcionamento fatal já tinha dado um problema em outro dia de filmagens. 

"Houve dois disparos acidentais com uma arma numa cabine fechada. Foram dois estouros altos. Uma pessoa estava só segurando (o revólver) nas mãos, e ele disparou", relatou um dos funcionários envolvidos na produção ao site norte-americano Deadline. 

Outro detalhe é que uma parte dos membros da equipe de filmagens havia previamente abandonado o projeto alegando que o ambiente tinha condições de segurança precárias. Uma das queixas, inclusive, era relativa à "pouca segurança com armas", ainda de acordo com o veículo. 

"Isso não está em nenhum dos jornais. Chamaram quatro pessoas não sindicalizadas para nos substituir e tentaram colocar a polícia contra nós", afirmou ainda um operador de câmera. 

Após o triste episódio, Baldwin usado seu Twitter para pronunciar-se. 

"Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e colega nossa profundamente admirada. Estou cooperando totalmente com a investigação policial para tratar de como essa tragédia ocorreu e estou em contato com o marido dela, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna", escreveu o norte-americano através da rede social.