Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Alemanha

Alemanha ainda busca restos mortais de soldados que lutaram na Segunda Guerra

Buscas são feitas em solo Ucraniano, onde já foram identificados milhares de soldados alemães

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 09/05/2023, às 08h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Homens desenterram restos mortais em cemitério na Ucrânia - Divulgação / Volksbund
Homens desenterram restos mortais em cemitério na Ucrânia - Divulgação / Volksbund

Durante a Segunda Guerra Mundial, um avião de resgate alemão caiu nas proximidades do vilarejo de Sopiv, no oeste da Ucrânia. Os moradores teriam coletado os corpos, a maioria de soldados feridos que estavam sendo evacuados, e os enterrado em um cemitério improvisado atrás da igreja.

Após a independência da Ucrânia em 1991, cruzes foram colocadas sobre os túmulos. Em abril de 2022, durante a guerra na Ucrânia, a Comissão Alemã de Túmulos de Guerra desenterrou os restos mortais dos 41 soldados da antiga Wehrmacht para enterrá-los formalmente em cemitérios militares mantidos pela organização.

Na época, como apontou o portal DW, foram encontrados os restos mortais de dois soldados alemães nas proximidades de uma represa do rio Danápris, perto da cidade de Vyshhorod, no norte da capital, Kiev.

As chapas metálicas encontradas permitiram a identificação dos corpos, e o achado foi comunicado à Comissão Alemã de Túmulos de Guerra pelo exército ucraniano em abril de 2022, no início da invasão russa da Ucrânia.

Descobertas

Nas últimas décadas, a Comissão Alemã de Túmulos de Guerra (VdF) tem trabalhado na localização e sepultamento de corpos em cemitérios militares, utilizando testemunhos e registros antigos em seus esforços.

Embora tenha havido apenas um achado isolado em Sopiv este ano, em 2022, a comissão conseguiu desenterrar os restos mortais de 816 soldados alemães que participaram da invasão da União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial. De acordo com a fonte, o número é cerca da metade do alcançado em anos anteriores.

Fundada após a Primeira Guerra Mundial, a Comissão de Cemitérios de Guerra Alemães inicialmente se dedicou à localização e sepultamento dos restos mortais das batalhas de Verdun e Ypern. No entanto, após a Segunda Guerra Mundial, a organização passou a se dedicar à Alemanha Ocidental e, posteriormente, aos países vizinhos do oeste.