Notícias » Mundo

Alemanha cria cargo político para a defesa de direitos LGBT+

O político gay Sven Lehmann assumiu a posição de Comissário do Governo Federal pela Aceitação da Diversidade Sexual e de Gênero

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 10/01/2022, às 19h00

Sven Lehmann durante as celebrações de Orgulho LGBT+ em 2019
Sven Lehmann durante as celebrações de Orgulho LGBT+ em 2019 - Wikimedia Commons / Raimond Spekking

Tornando-se o primeiro país com uma posição deste tipo, a Alemanha inovou ao colocar o político e ativista Sven Lehmann no cargo de Comissário do Governo Federal pela Aceitação da Diversidade Sexual e de Gênero, com a responsabilidade de garantir igualdade para pessoas LGBT+ e seus direitos humanos.

Apenas alguns meses após duas mulheres trans serem eleitas no país, representando as primeiras mulheres trans a ocuparem assentos no parlamento alemão, a atuação de Lehmann pode continuar o trabalho importante de defesa aos direitos LGBT+’s  — já contando como um passo na direção de maior igualdade.

Após sua contratação e anúncio na última semana, no dia 05 de janeiro, o atual comissário se dirigiu às suas redes sociais para publicar uma declaração oficial em apoio do novo cargo, destacando a importância extrema de uma posição como esta em um tempo como o que vivemos em 2022. As informações são da revista Gay Times.

A proteção das pessoas devido às suas identidades sexuais ou de gênero deve ser garantida na Lei Básica", escreveu. "Todo mundo deveria poder viver livremente, seguramente e com direitos iguais."

Anteriormente ao seu novo cargo dentro do governo federal, representado pelo chanceler Olaf Scholz, eleito em 08 de dezembro de 2021, Sven Lehmann já atuou como representante de questões LGBT+’s dentro do parlamento alemão e teve constante contato com grupos ativistas.