Notícias » Europa

Alemanha elabora restrições para não vacinados contra covid-19

Um lockdown será imposto para aqueles que não se vacinaram ou se recuperaram recentemente

Paola Orlovas, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 02/12/2021, às 16h00

Pessoas usam máscaras na Alemanha, em 2020
Pessoas usam máscaras na Alemanha, em 2020 - Getty Images

Foram anunciadas pela Alemanha nesta quinta-feira, 2, novas restrições para pessoas não vacinadas contra covid-19 dentro do país. Agora, na prática, aqueles que não foram imunizados e nem tenham se recuperado da doença recentemente viverão em uma espécie de lockdown.

As medidas de restrição ainda preveem que aqueles que residem na Alemanha e não se imunizaram só terão acesso a estabelecimentos que ofereçam serviços vistos como essenciais: farmácias, mercados e padarias, por exemplo. Quem tomou a decisão foi o governo federal alemão, com apoio de administrações estaduais. 

O plano da Alemanha é fazer com que o sistema 2G, que só deixa com que locais de lazer sejam acessados pelos vacinados e recém-curados por todo o país. As informações são do portal de notícias UOL. 

Angela Merkel, que deixará de ser a chanceler alemã na próxima quarta-feira, 8, disse que "a situação do nosso país é grave", e explicou como espera que o plano seja concluído: "Locais de cultura e lazer ficarão abertos apenas para vacinados ou curados”.