Notícias » Ásia

Alerta de tsunami é acionado após terremoto de escala 7,5 em ilhas russas

As Ilhas Curilas, localizadas no território russo desde a Segunda Guerra Mundial, sofreu um choque em suas placas tectônicas

Wallacy Ferrari Publicado em 25/03/2020, às 11h45

Imagem ilustrativa de um tsunami que atingiu uma costa
Imagem ilustrativa de um tsunami que atingiu uma costa - Wikimedia Commons

O Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS) registrou um terremoto de magnitude 7,5° na escala Richter nas Ilhas Curilas, pertencentes ao território da Rússia, a uma profundidade de 59 km, durante a madrugada de terça-feira, 24, para hoje, 25.

No momento do tremor, as ondas na costa russa chegou a atingir 50 cm e alertar autoridades, mas os alarmes do governo americano para a proteção do Havaí e de ilhas japonesas foram cancelados ainda durante o terremoto.

Representação geográfica da área que abrange o terremoto / Crédito: Divulgação/USGS

 

O perigo que o terremoto pode proporcionar para a costa da Rússia, Japão e ilhas vizinhas, já está sendo analisado pelo Centro Nacional de Alerta de Tsunami dos Estados Unidos, que soltou uma declaração de que o fenômeno deve ser observado com atenção: “Este terremoto tem o potencial de gerar um tsunami destrutivo na região de origem”.

O arquipélago das Curilas é localizado no leste da ilha japonesa de Hokkaido e são conhecidas como Territórios do Norte no Japão. As ilhas vizinhas ao sul do arquipélago são disputadas pela Rússia e pelos japoneses desde o final da Segunda Guerra Mundial.