Notícias » Saúde

Alerta: Vacinação contra sarampo em bebês atingiu maior queda em 20 anos

OMS e CDC alertam risco de surto; Brasil é um dos mais afetados

Fabio Previdelli Publicado em 11/11/2021, às 12h00

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Getty Images

Um relatório publicado na última quarta-feira, 10, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, divulgou um dado alarmante: em 2020, o número de bebês ao redor do mundo que perderam a primeira dose da vacina contra sarampo deu seu maior salto em 20 anos. 

Ao todo, 24 campanhas de imunização contra a doença foram adiadas no ano passado por conta da pandemia do novo coronavírus. Conforme explica Kevin Cain, diretor de imunização global do CDC, a doença é tão grave em crianças que pode levá-las à morte. 

Um dos países onde a queda mais preocupa é justamente o Brasil. De acordo com Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações: "De 2015 até início de 2019, a média de cobertura vacinal era de 90%, 95%. Em 2019, abaixou para 80% e, na pandemia, isso caiu para perto de 70%", explicou em entrevista à Folha. 

O CDC alerta, ainda, que as campanhas de imunização precisam ser retomadas o quanto antes, enquanto medidas de circulação de pessoas ainda estão em vigência, visto que o sarampo é um dos vírus mais contagiosos do mundo — apesar de ser praticamente evitável por conta da vacinação, conforme explicou Cain

A OMS relatou que a ameaça de surtos cresceu mesmo com a queda de 80% no número de casos relatados, já que a atual pandemia dificulta uma vigilância sanitária eficaz, além da redução do número de amostras enviadas para laboratórios, que atingiu seu menor índice na década.