Notícias » Rússia

Alexei Navalny, opositor russo, é ameaçado por autoridades russas, diz conta no Twitter

Ameaças começaram após agentes penitenciários observarem "a seriedade da greve de fome" que ele iniciou no último dia 31 de março

Fabio Previdelli Publicado em 12/04/2021, às 13h38

Protestos em favor da libertação de Alexei Navalny
Protestos em favor da libertação de Alexei Navalny - Getty Images

Segundo informações da AFP, que foram repercutidas pelo portal UOL, Alexei Navalny, um dos principais opositores do presidente da Rússia Vladimir Putin, foi ameaçado pelas autoridades locais. 

De acordo com sua conta no Twitter, que é administrada por sua equipe, os agentes penitenciários disseram que vão alimentá-lo à força, já que ele não está se alimentando devido a uma greve de fome.  

Segundo a conta, neste momento, Alexei Navalny “pesa 77 quilos”, o que representa oito quilos a menos desde que ele começou com a greve, há pouco mais de duas semanas, no último dia 31 de março.  

Assim, ainda de acordo com a conta, “ao observar a seriedade da greve de fome, a administração (penitenciária) o ameaça diariamente com alimentação à força”, disseram.  

Sobre a prisão de Navalny 

No dia 17 de janeiro de 2021, Alexei Navalny — conhecido por atuar em oposição contra o governo da Rússia — foi preso ao retornar para seu país de origem. Segundo repercutido por veículos do mundo todo, o homem foi detido pela polícia local assim que chegou ao aeroporto de Sheremetievo, em Moscou. 

O homem enfrenta acusações por parte da Rússia por supostamente ter violado suas condições de sentença impostas em 2014. A violação teria acontecido no período em que o opositor esteve na Alemanha, já que não se apresentou à polícia russa ao menos duas vezes na semana, como era pedido. 

Outro aspecto do caso do ativista é que, em agosto de 2020, ele havia sofrido uma tentativa de envenenamento. O governo russo, todavia, negou envolvimento no atentado.