Notícias » Brasil

Alugado em 1998, livro "O Cortiço" é devolvido à biblioteca 21 anos depois

Embora o tempo de empréstimo fosse de 7 dias, a devolução ocorreu somente este mês de julho, na Biblioteca Municipal de Pedro Leopoldo, em Belo Horizonte

Vanessa Centamori Publicado em 20/07/2020, às 09h54

Livro O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, alugado em 1998
Livro O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, alugado em 1998 - Antônio Galvão/Arquivo pessoal

Antes tarde do que nunca: uma edição antiga do livro “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, alugada há 21 anos, foi só devolvida no último dia 8 de julho à Biblioteca Municipal de Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

As informações são do portal G1. Segundo o veículo, o empréstimo foi feito em 19 de novembro de 1998 e a obra deveria ter sido devolvida em 7 dias. Mesmo após o atraso grandioso, o livro foi retornado pelo poeta Antônio Galvão, de 59 anos, e por seu amigo, Sérgio Coutinho, de 69 anos, que foi quem achou o exemplar no balcão de um comércio em Casa Branca, Brumadinho.

Coutinho havia adquirido o livro por doação do estabelecimento, que entrega de graça obras literárias usadas. Quando percebeu que o exemplar havia sido emprestado originalmente da Biblioteca Municipal de Pedro Leopoldo, resolveu devolvê-lo com a ajuda do colega. 

Quando chegaram à biblioteca, receberam a notícia que nem mais havia o registro de quem havia feito o empréstimo. Todavia, o livro foi acolhido e finalmente voltou ao seu local de origem. Em entrevista ao G1, o bibliotecário Weeferson de Freitas Batista comentou o ocorrido inusitado. 

“Achei atitude do senhor Antônio fantástica. Um livro de uma biblioteca pública tem que circular", contou. "A conservação do acervo é fundamental, através dela nós conseguimos manter esses livros para futuras gerações”.