Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Alunos do Imperial College de Londres protestam contra instalação de estátua fálica

Escultura de seis metros de altura deveria retratar uma pessoa agachada, mas a possibilidade de uma segunda interpretação tem gerado polêmica

Redação Publicado em 04/08/2022, às 13h44

Simulação da escultura que poderá ser colocada na instituição - Divulgação / Imperial College Union
Simulação da escultura que poderá ser colocada na instituição - Divulgação / Imperial College Union

A possível instalação de uma escultura de seis metros de altura no Imperial College de Londres tem gerado uma enorme polêmica entre os alunos da instituição. A estátua, que em teoria deveria representar uma pessoa agachada, evocando assim a ciência, parece para muitos uma figura fálica. Isso levou parte dos estudantes a protestar contra a instalação da mesma.

Intitulada "Alert", a obra é de autoria do artista Antony Gormley, sendo ormada por diversos retângulos de aço. Segundo informações da agência de notícias AFP, sua instalação estava prevista para ocorrer em breve.

O que diz o corpo discente

Para o grêmio da instituição, os estudantes deveriam ter sido consultados sobre a instalação da estátua, que foi doada por um antigo aluno. A organização também alegou que o próprio nome da escultura, "Alert", pode "ser entendido como uma referência ao falo da estátua ereto”.

Os alunos declararam que "não há nada de mau na imagética fálica na arte", mas que a "interpretação fálica" pode ser considerada "inapropriada para a exposição ao público geral".

De acordo com o The Guardian, um porta-voz do Imperial College argumentou que "Antony Gormley é um dos maiores artistas vivos no mundo" e que os membros da instituição estão “agradecidos por receber uma de suas esculturas icônicas”.


+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!