Notícias » EUA

Alyssa Milano, atriz de "Charmed", é presa após protesto em frente à Casa Branca

Além da artista, outras 25 pessoas foram apreendidas

Redação Publicado em 20/10/2021, às 13h13

A atriz foi presa após protesto
A atriz foi presa após protesto - Divulgação / Instagram / @Alyssa_Milano

A atrizAlyssa Milano, conhecida por interpretar Phoebe Halliwell na série norte-americana "Charmed", foi presa na última terça-feira, 19, após ter participado de um protesto pelo direito de voto, em frente à Casa Branca. Além dela, outros 25 ativistas foram apreendidos na ocasião.

"Eu acabei de ser presa por demandar que o Governo Bidene o Senado usem seus mandatos para proteger o direito ao voto. Junte-se a mim e a @peoplefor e diga ao Senado e à Casa Branca que o direito ao voto não deveria depender de onde você mora", escreveu a artista, que é membro do conselho da organização progressista People For The American Way (PFAW), nas redes sociais Instagram e Twitter.

Mais cedo, ela havia publicado uma mensagem nas redes sociais da organização comunicando o público sobre sua participação no protesto.

"Vou me arriscar hoje porque, ano passado, tivemos 425 projetos de lei para restringir o direito de votar. Então, eu estou indo exigir que nosso presidente faça tudo ao seu alcance para aprovar a Lei de Liberdade de Voto, a Lei de Direitos Votantes John Lewis e a Lei do Estado de DC".