Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Putin

A ameaça de Putin caso os EUA forneçam mísseis de longo alcance à Ucrânia

O presidente da Rússia se manifestou no último domingo, 5

Redação Publicado em 06/06/2022, às 15h00

O presidente da Rússia, Vladimir Putin - Getty Images
O presidente da Rússia, Vladimir Putin - Getty Images

O último final de semana, especificamente, o último domingo, 5, foi marcado por uma ameaça de Vladimir Putin, atual presidente da Rússia. Em meio às tensões da Guerra da Ucrânia, o presidente fez um comentário que intrigou ainda mais as pessoas que acompanham o conflito. 

Segundo a mídia estatal da Rússia, o presidente afirmou que Moscou promoveria ataques a novos alvos se os Estados Unidos fornecessem mísseis de longo alcance à Ucrânia, que tem Volodymyr Zelensky como presidente. 

Para Putin, o recebimento de novas armas pela Ucrânia responsável por "arrastar o conflito armado pelo maior tempo possível", disse ele em entrevista ao TV Rossiya-1, conforme repercutido pela CNN.

Ao mesmo tempo, Joe Biden, atual presidente dos Estados Unidos, afirmou que o país tem fornecido à ucrânia 'sistemas de foguetes e munições mais avançadas' diante do avanço da guerra.

'Próprias armas'

Putin explicou que caso conclusões apropriadas sejam tiradas, a Rússia usará as 'próprias armas'. 

“Se eles forem fornecidos, tiraremos as conclusões apropriadas disso e usaremos nossas próprias armas, das quais temos o suficiente, para atacar as instalações que ainda não estamos mirando”, afirmou Vladimir, ao comentar o envio de arma pelos EUA para o país alvo da invasão russa. 

O presidente também explicou que o fornecimento de MLRS norte-americano não muda a situação atual, afinal, a capital da Ucrânia já contava com armas do tipo antes, o que engloba mísseis de alcance parecido. Assim, estariam 'compensando suas perdas'.