Notícias » Bizarro

Americano quase é preso após criticar resort tailandês em rede social

Wesley Barnes teve de retirar as críticas após pressão do Ministério do Turismo

Wallacy Ferrari Publicado em 13/10/2020, às 14h57

Fotografia aérea do Resort Sea View, na Tailândia
Fotografia aérea do Resort Sea View, na Tailândia - Divulgação / Booking

Após ficar preso na Tailândia por escrever uma crítica negativa a um hotel em que se hospedou, o cidadão americano Wesley Barnes conseguiu ser solto após um acordo com representantes do resort, autoridades de turismo no país e policiais, se desculpando e retirando todas as declarações.

Após o encontro com autoridades, Barnes afirmou que suas "declarações repetidamente falsas e inverídicas... feitas para difamar maliciosamente o [resort] Sea View. Essas críticas foram escritas com raiva e malícia". O resort alegou que suas avaliações foram "fabricadas, recorrentes e maliciosas", com uma postagem no TripAdvisor acusando o estabelecimento de "escravidão moderna".

O homem foi enquadrado nas rígidas leis antidifamação do país após descrever, em diversas redes sociais de avaliação local, o incômodo com as regras do estabelecimento. O novo comunicado não apenas retira a crítica, como diz que ele lamenta suas ações, acrescentando que "o hotel me perdoou e concordou em retirar a reclamação".

A briga com o resort aconteceu no início do ano devido a uma discussão do hóspede com funcionários que não deixou o homem entrar com sua própria garrafa de bebida alcoólica no restaurante do hotel. De acordo com o estabelecimento, o homem não quis pagar uma “taxa de rolha” — que posteriormente foi abdicada pelo gerente pelo tumulto causado.