Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Anestesista

Anestesista é denunciado pelo Ministério Público por estupro de vulnerável

Justiça ainda não decidiu se anestesista se tornará réu

Redação Publicado em 15/07/2022, às 19h52

Anestesista denunciado por estupro de vulnerável - Divulgação / Redes Sociais
Anestesista denunciado por estupro de vulnerável - Divulgação / Redes Sociais

Nesta sexta-feira, 15, Giovanni Quintella Bezerra, de 31 anos, o anestesista que foi preso por estupro de vulnerável, foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. A pena do crime varia de 8 a 15 anos de prisão.

A denúncia foi apresentada no município da Baixada Fluminense, onde Giovanni foi preso em flagrante, na última segunda, 11, pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de São João de Meriti. A Justiça ainda não decidiu se vai aceitar a denúncia ou não.

O vídeo gravado por colegas de trabalho do anestesista mostra ele abusando de uma paciente durante uma cesárea. Segundo a Folha de S. Paulo, a Promotoria pediu a fixação de indenização em favor da vítima, em um valor que não seja inferior a dez salários mínimos, pelos danos causados à vítima,

A denúncia

O Ministério Público afirma que Bezerra praticou atos libidinosos com a vítima, agindo ele de forma consciente e livre. A vítima estava impossibilitada de resistir, devido a sedação aplicada por ele. A Promotoria ainda sustenta que o médico se aproveitou da relação de confiança para ministrar o sedativo.

Para preservar a imagem da vítima, o órgão pediu que o processo seja colocado sob sigilo. Outros 5 possíveis casos de estupro envolvendo o médico estão sendo investigados pela Delegacia de Atendimento à Mulher de São João de Meriti, lembrando que 3 mulheres prestaram depoimento durante essa semana.