Notícias » Alemanha

Angela Merkel afirma que pode provar tentativas de ciberataques russos

Segundo a chanceler alemã, "há evidências muito tangíveis" contra as forças russas

Vanessa Centamori Publicado em 13/05/2020, às 10h51

A chanceler alemã, Angela Merkel
A chanceler alemã, Angela Merkel - Divulgação/ Youtube

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta quarta-feira, 13, que "tem provas" de várias tentativas "escandalosas" de ciberataques russos contra ela. O posicionamento da  chefe de governo veio após alegações de que hackers do serviço secreto militar da Rússia teriam roubado milhares de e-mails enviados para o Gabinete de Merkel. 

Essa informação foi publicada na última semana pela revista alemã Der Spiegel, onde foi afirmado que a invasão contra a chanceler ocorreu durante um enorme ataque em maio de 2015, atingindo o Parlamento, assembleia chamada na Alemanha de Bundestag. 

Angela Merkel / Crédito: Divulgação/ Youtube 

 

Ainda conforme a publicação alemã teriam vazado comunicações online correspondentes aos anos de 2012 e 2015, representando um total de 16 gigabytes de informação. Especialistas do Departamento Federal de Investigações (BKA), do Departamento Federal de Tecnologia de Informação (BSI) e empresas reconstituíram somente em parte o ciberataque.

Agora, Angela Markel lamenta o roubo de dados. "Posso dizer honestamente que isso me machuca. Todos os dias tento melhorar as relações com a Rússia e, por outro lado, há evidências muito tangíveis de que as forças russas fazem isso", disse a chanceler aos deputados no Bundestag.