Notícias » Crimes

Anna Sorokin, que inspirou série da Netflix, é solta e deportada para Alemanha

A golpista russa que vem chamando a atenção após ‘Inventando Anna’ e será obrigada a voltar ao país onde passou um período da adolescência

Redação Publicado em 15/03/2022, às 12h14

Anna Sorokin em tribunal
Anna Sorokin em tribunal - Divulgação/Programa Domingo Espetacular

Anna Sorokin, a golpista russa que ficou conhecida pelo nome falso Anna Delvey, deve ser liberada do centro de detenção em Nova York, nos EUA, e ser deportada para a Alemanha, país onde passou um período da adolescência nesta terça-feira, 15.

Nascida na Rússia, a jovem que fingiu ser uma herdeira alemã milionária cresceu na Alemanha e viveu em uma série de países como França, Inglaterra e Estados Unidos. Sua história inspirou a série “Inventando Anna” (2022), da Netflix de Shonda Rhimes.

Como reportou o New York Post, Sorokin passou quase um ano em detenção por estar com o visto vencido, decisão a qual ela recorreu. O pedido, porém, só será julgado no dia 19 de abril, pouco mais de um mês depois de sua deportação.

Ela também entrou com um processo contra as autoridades locais por ter testado positivo para covid-19 durante o período em que passou no Orange County Correctional Facility. Mais três pessoas também se juntaram à ação em janeiro deste ano.

A golpista enfrentou acusações relacionadas a fraudes financeiras no valor de US$ 275 mil, passando mais de dois anos atrás das grades antes de lidar com problemas com o Departamento de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos, segundo a Rolling Stone.

A busca por asilo ocorreria pelo “medo de retornar à Alemanha” por conta de ameaças a ela e à família após a cobertura do caso pela mídia alemã, conforme destacou o Insider com informações da carta de Anna do período da decisão do tribunal, no ano passado.

“A prorrogação do meu visto não foi intencional, estava fora do meu controle. Cumpri minha pena de prisão, mas estou apelando para limpar meu nome,” escreveu a golpista na época.