Notícias » EUA

Antes da morte por covid-19, homem não vacinado pediu para pessoas se imunizarem

O caso ocorreu em Oakland, na Califórnia, e mostrou que a esposa de Daniel também morreu pelo vírus

Redação Publicado em 14/09/2021, às 09h35

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de ronstik por Pixabay

Davy Macias, uma enfermeira de 37 anos, e seu marido Daniel, um professor de 38, eram pais de cinco crianças, mas não chegaram a conhecer a caçula, uma vez que contraíram Covid-19 e não resistiram à doença. Conforme o UOL, o casal que vivia em Oakland, na Califórnia, se recusou a se vacinar. 

Segundo a fonte, Davy estava grávida de sete meses quando contraiu o vírus e teve de ser internada em agosto. Ela estava intubada quando deu à luz a bebê, ainda sem nome, e morreu no dia 26 do mesmo mês.

"Minha mãe e eu visitamos ela nos últimos dias, naquela cama... É uma imagem que vai ficar comigo. Ela tocou a vida de muitas pessoas. Quando ela estava aqui, ela sempre buscava o bem para os seus pacientes", declarou a irmã da enfermeira, Vandana Serey ao canal KABC.

No dia 6 de setembro faleceu Daniel, quem também estava intubado e com os pulmões bastante comprometidos. "Ele estava tentando respirar e disse 'se ninguém se vacinou, eu aconselho que façam isso agora'", contou Vandana

Segundo os familiares, Davy sempre reforçava os cuidados contra a covid e pedia que todos se protegessem. Contudo, eles não explicaram o motivo do casal não ter tomado a vacina. Além do bebê, Davy e Daniel deixam filhos com idades de 7, 5, 3 e 2 anos.