Notícias » Brasil

Antes de atropelar ladrão, padre celebrou casamento: 'Foi um choque', diz noiva

Episódio aconteceu no sábado, 7, uma Igreja Católica em Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo

Fabio Previdelli Publicado em 12/05/2022, às 14h02

Momento do atropelamento
Momento do atropelamento - Divulgação/ Redes Sociais

No último sábado, 7, uma Igreja Católica em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, foi alvo de um ladrão. Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, teria arrombado uma das janelas do local e furtado três moletons e uma camiseta. Ele só foi detido pois teria sido atropelado pelo padreGustavo Trindade dos Santos.

Antes do incidente, no entanto, o pároco havia celebrado um matrimônio na Igreja. A cerimônia, que reuniu cerca de 100 pessoas, marcou a união de três anos e meio do casal Tatiane de Fátima e Alex Aparecido.

Em entrevista ao G1, eles relembram o contato com o padre Gustavo. "Eu cheguei à igreja por volta de 19h20 e vi também o padre chegando com o carro branco. Até então, não o conhecia, mas ele foi super atencioso, deu risada, brincou com a gente antes e durante a cerimônia. Falou para eu ficar calma, que era para eu respirar, que tudo ia dar certo. Ele estava super sossegado", diz a noiva. 

Imagens da cerimônia/ Crédito: Divulgação/Arquivo Pessoal

Conforme registrado pelas câmeras de segurança, o furto ocorreu pouco depois do fim da cerimônia. Entretanto, o casal ainda estava no local quando o atropelamento aconteceu. 

"A maioria do pessoal já tinha saído para a festa. Eu e meu marido alugamos um carro antigo e ficamos com algumas pessoas fazendo umas fotos em frente à igreja. Havia ainda um pessoal recolhendo as flores. Neste momento, a gente viu um 'corre corre' de viatura do Samu. A polícia entrou na igreja e explicou que atropelaram um homem próximo dali", relembra Tatiane. 

A noiva pontua que só ficou sabendo do provável envolvimento do padre no atropelamento após a divulgação das imagens de segurança. "A gente ficou sabendo do atropelamento, só não imaginava que era o padre. Mas, na hora que todo mundo falou e aí vimos as imagens, logo reconheci o carro que ele havia chegado na igreja. Foi um choque".

Eu até tinha falado para o meu marido: 'nossa, gostei muito desse padre'. Ele é novo, tem uma boa linguagem. Não demorou durante o matrimônio, mas foi uma cerimônia bem bonita", completa.

Relembre o caso

Na noite do último sábado, 7, um sujeito foi preso em flagrante após arrombar a janela de uma Igreja Católica em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, e fugir levando da casa paroquial três moletons e uma camiseta. 

O homem, identificado como Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, só foi detido porque acabou sendo atropelado após o furto e precisou ser internado na Santa Casa, devido ao seu estado de saúde. O atropelamento aconteceu por volta das 20h04, na Avenida Tiradentes, segundo registrado por câmeras de segurança.

O vídeo mostra que após o automóvel atingir Ângelo, o motorista deu uma ré, manobrou o veículo e foi embora sem prestar ajuda ao rapaz. O que torna a situação ainda mais inusitada, segundo noticiado pelo G1, é que o condutor do carro seria o próprio padre. O pároco, inclusive, tinha sua CNH vencida.