Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Carrie Fischer

Antes de morrer, Carrie Fisher sofreu 'pressão para ser magra' por papel em Star Wars

Amigo de Fischer, o cantor James Blunt ainda relembrou que esteve ao lado da atriz dias antes de sua morte e que filha de Carrie o 'culpa' pela morte

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 28/05/2024, às 12h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Carrie Fisher em Star Wars - Reprodução/Lucasfilms
Carrie Fisher em Star Wars - Reprodução/Lucasfilms

O cantor e compositor britânico James Blunt afirmou que a atriz Carrie Fisher estava "maltratando seu corpo" antes de sua morte em 2016. Blunt aponta que tudo foi causado devido aos chefes de Star Wars que colocaram "pressão sobre ela para ser magra".

O cantor falou sobre a morte de Fisher, que tinha 60 anos, enquanto discutia sobre seu livro de memórias 'Loosely' em uma sessão do Hay Festival. Os dois se conheceram e se tornaram amigos em meados da década de 1990. 

Conforme recorda o The Independent, os dois se conheceram por meio de amigos em comum e James acabou se mudando para a casa de Carrie — onde ela e sua mãe, a atriz e cantora Debbie Reynolds, moravam. Enquanto esteve lá, ele gravou seu primeiro álbum, Back to Bedlam, de 2004.

+ Como o cantor James Blunt impediu a 'Terceira Guerra Mundial'?

Em outra ocasião, Blunt já havia relatado que esteve com a intérprete da Princesa Leia na noite anterior de ela ser encontrada inconsciente em um voo de Londres para Los Angeles. Carrie Fisher morreu dias depois, em 27 de dezembro. Posteriormente, um exame toxicológico descobriu que ela tinha cocaína, heroína, MDMA e metadona em seu organismo.

"Eu estava com ela um dia antes de ela morrer, quando ela veio à minha casa", disse Blunt no Hay. "E ela estava realmente maltratando seu corpo, e ela tinha acabado de conseguir novamente o trabalho de ser a Princesa Leia em um novo filme de Star Wars".

"Então ela estava realmente bem e positiva, mas eles aplicaram muita pressão para que ela fosse magra. Ela falou sobre as dificuldades que as mulheres enfrentam na indústria, como os homens podem envelhecer, mas as mulheres certamente não estarão no cinema e na TV", prosseguiu. 

E ela realmente colocou muita pressão sobre si mesma, começou a usar drogas novamente e quando entrou no avião já havia se matado".

James culpado?

Em seu livro de memória, James Blunt recorda que a filha de Carrie, Billie Lourd, o considera 'culpado', em partes, pela morte de sua mãe. "Charlie, seu melhor amigo, a confrontou mais diretamente e disse que ela precisava parar com as drogas", escreveu ele. 

+ Briga entre dróides: Atores que deram vida a R2-D2 e C-3PO se detestavam na vida real

"Eu adotei uma abordagem diferente e não fiz isso com ela, fingindo para mim mesmo que um dia a guiaria para a redenção — mas não hoje. Como resultado, sua filha Billie me culpa em parte por sua morte e não fala mais comigo", completou.