Notícias » Pré-História

Projéteis de 45 mil anos são descobertos no Sri Lanka

Feitas de quartzo, as ferramentas são importantes evidências para definir a primeira ocupação humana no país

Isabela Barreiros Publicado em 03/10/2019, às 08h00

None
- PLOS ONE

Pesquisadores encontraram na Caverna Fa Hein, localizada no distrito de Kalutara, no Sri Lanka, pequenas ferramentas feitas de quartzo de aproximadamente 45 mil anos. O resultado do estudo foi publicado na revista científica Plos One.

Acredita-se que elas foram feitas para serem usadas como projéteis em lanças, no intuito de caçar, capturar e matar os animais que habitavam as árvores das florestas da região, como macacos e esquilos. Os arqueólogos afirmam que serão necessárias mais pesquisas para afirmar a utilidade das armas.

A importância na descoberta está no fato de que, anteriormente, especialistas pensavam que a presença das densas selvas tropicais no país dificultava a propagação da humanidade na região. Eles consideravam o ambiente hostil para os seres humanos, oferecendo desafios tanto para viajar quanto para somente viver no local.

Agora, com o achado, o entendimento é de que a espécie pode ter se espalhado de maneira mais fácil do que se imaginava.

“Encontramos evidências claras para a produção de ferramentas de pedra "miniaturizadas" ou ‘micrólitos’ em Fa-Hien Lena, local com as primeiras evidências de ocupação humana no Sri Lanka”, explica Oshan Wedage, arqueólogo do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, da Alemanha.