Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Bactéria

Ao caminhar em praia, homem contrai ‘bactéria comedora de carne’ nos EUA

O homem que estava caminhando pela praia da Carolina do Sul, foi infectado com um microrganismo perigoso após tropeçar em conchas; entenda!

Brent Norman e a infecção que adquiriu na praia - Reprodução / Canal WCIV
Brent Norman e a infecção que adquiriu na praia - Reprodução / Canal WCIV

Um residente de Charleston, uma cidade litorânea na Carolina do Sul (EUA), contraiu uma infecção no pé causada por uma bactéria conhecida por sua capacidade de "comer carne", o que pode ser potencialmente fatal, após andar sobre conchas na praia.

Brent Norman costuma fazer longas caminhadas na areia para atingir sua meta diária de 15 mil passos. Na semana passada, durante uma dessas caminhadas, ele tropeçou e feriu o pé ao pisar em conchas.

+Bactéria que devora carne faz vítimas ao se espalhar pelo mar dos EUA

Inicialmente, o desconforto no pé de Norman era tolerável, mas gradualmente se intensificou, levando a uma dor extrema, descrita pelo paciente como se um prego tivesse sido cravado na carne. Após semanas de desconforto e inchaço persistentes, Norman ficou incapacitado de caminhar. Com dor intensa e uma bolha inflamada no calcanhar, ele procurou atendimento médico em um pronto-socorro.  

Todo mundo na sala de espera ficou com os olhos esbugalhados, o dobro do tamanho. Dava para perceber que as pessoas estavam desconfortáveis de ficar sentadas perto de mim olhando aquilo”, contou ao canal WCIV.

O diagnóstico revelou uma infecção causada pela bactéria Vibrio vulnificus, um microrganismo que se desenvolve em temperaturas quentes. O Centro de Controle de Doenças (CDC) dos EUA observa um aumento significativo nos casos de contaminação ao longo da costa leste do país, atribuído ao aquecimento global, como informado pelo portal O Globo.

A bolha que Norman percebeu no pé - Reprodução / Canal WCIV

Destruição progressiva

Essa infecção pode resultar em fasciíte necrosante, uma condição que envolve a destruição progressiva dos tecidos circundantes. Em casos mais graves, pode evoluir para sepse, uma resposta inflamatória sistêmica que pode ser fatal. Das 12 cepas da bactéria Vibrio identificadas, apenas uma apresenta risco significativo de causar danos à pele.

Embora a maioria das infecções não ocorra por lesões como a de Norman, mas sim pelo consumo de frutos do mar crus ou mal cozidos, estima-se que a bactéria cause cerca de 80 mil casos de infecção e cem mortes nos Estados Unidos a cada ano. Após receber tratamento médico adequado,Norman está se recuperando bem.

“O médico perfurou a bolha, retirou fragmentos alojados ali. Depois me deu uma injeção de antibiótico e comprimidos que estou tomando há duas semanas”, contou.