Black Friday Amazon 2021
Notícias » Brasil

Ao Fantástico, Fernanda Montenegro diz que governo atual é pior que o da ditadura: ‘Veio pelo voto’

Atriz deu seu ponto de vista sobre o atual momento político do país

Fabio Previdelli Publicado em 08/11/2021, às 16h19

A atriz Fernanda Montenegro
A atriz Fernanda Montenegro - Fernando Frazão/Agência Brasil via Wikimedia Commons

Próxima de se tornar uma imortal da Academia Brasileira de Letras, a atriz Fernanda Montenegro aproveitou a pauta do novo cargo para criticar o atual governo de Jair Bolsonaro, o qual disse ser pior do que o atuante no período da Ditadura Militar

"É pior [do que a ditadura], porque veio pelo voto, então há uma organização política por trás, tradicional, que opta por essa calamidade e por essa tragédia”, disse em entrevista ao Fantástico. “Em todo governo de força, a primeira coisa é estrangular a cultura das artes, porque é um onde o país existe com a assinatura e com a opção de um futuro"

Como recorda matéria do Notícias da TV, a atriz chegou a receber um convite de José Sarney para ser ministra da Cultura no primeiro governo civil após o Golpe, mas recusou. Posteriormente, ela escreveu uma carta dizendo: "pobre do país cujo governo despreza, hostiliza e fere os seus artistas. Esse Brasil acabou".

No programa dominical, Montenegro corrigiu essa afirmação do passado. "Esse Brasil não acabou. Nós estamos numa hora trágica, mas vai acabar. Uma hora acaba". Fernanda ainda disse que o tempo é o melhor remédio para esse momento.

O Brasil comprovou que não é possível ter reeleição, foi comprovado que a reeleição exige compra, venda e aluguel do poder político. Esse homem [Bolsonaro] não está no poder da noite para o dia", completou.

"A contestação está igual, a visão trágica do momento que a gente vive está igual, mas não é que eu esteja calma. Às vezes eu tenho a impressão que temos um país em Brasília que coloniza o Brasil aqui, mas a gente deve cantar", finalizou a imortal.