Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Ao lado de Collor, Bolsonaro celebra libertação da “velha política brasileira”

Encontro aconteceu no interior do Sergipe na manhã de hoje, 17

Fabio Previdelli Publicado em 17/05/2022, às 17h22

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil - Getty Images
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil - Getty Images

Na manhã desta terça-feira, 17, o presidente Jair Bolsonaro esteve reunido com aliados do centrão e com o senador Fernando Collorpresidente do Brasil que sofreu impeachment em 1992, após acusação de corrupção e fraudes — na cidade de Propriá, no interior de Sergipe.

Lá aconteceu a inauguração da duplicação de um trecho da BR-101 e da conclusão dos acessos à ponte sobre o rio São Francisco, entre a divisa do próprio Sergipe com o estado de Alagoas. 

Em discurso, que contou com a participação de deputados do chamado centrão (PL, PP, PSD e Republicanos), o atual chefe de Estado celebrou que o Brasil está se libertando da chamada velha política. 

Vejo cada vez mais o interesse de vocês pelo destino da nação e se libertando cada vez mais da velha política brasileira”, disse. 

O mandatário brasileiro também garantiu a preservação da democracia no país. “A garantia de que a nossa democracia será preservada. Não interessa os meios que por ventura tenhamos que usar, a nossa democracia e a nossa liberdade são inegociáveis", disse.

Contra o MST

Bolsonaro ainda aproveitou a oportunidade para criticar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), insinuando que sua gestão colocou fim ao movimento social, segundo repercutido pela Folha.

"Botamos um fim no movimento do MST, porque quando passamos a titular terras eles conseguiram a sua independência e a sua liberdade. Demos dignidade ao homem do campo. Hoje o antigo assentado é proprietário da sua terra e parceiro do fazendeiro ao seu lado, não mais pratica atos de invasão", encerrou.