Notícias » Brasil

Aos 34 anos, morre de covid-19 Vinicius Pin, mister Espírito Santo

O jovem faleceu no último dia 22, em Grande Vitória

Redação Publicado em 25/03/2021, às 10h39 - Atualizado às 15h20

Foto do modelo durante evento
Foto do modelo durante evento - Arquivo Pessoal

Nos últimos dias, o Brasil registrou o número recorde de 300 mil mortes em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Um dos tristes casos se referem a Vinicius Pin, que no ano de 2013 acabou sendo eleito Mister Espírito Santo.

Com apenas 34 anos de idade, Pin faleceu de covid-19 no último dia 22 em Grande Vitória. Com informações do UOL, através de Rebeca Rosa, irmã, foi informado que o jovem sofreu com uma parada cardiorrespiratória a espera de um leito na Unidade de Terapia Intensiva.

Internado no sábado, 20 de março, Vinicius havia feito um teste inicial após apresentar os sintomas da enfermidade, contudo, o resultado não foi positivo para o vírus.

Rebeca explicou para o portal de notícias UOL que o PCR do jovem estava em 19, sendo que o número normal geralmente é 6. No entanto, acabou sendo liberado pelo hospital, mas não apresentou melhoras nos dias seguintes enquanto estava no sítio dos familiares localizado em Paraju.

"Ele piorou, tendo febre, muita dor de cabeça, e fadiga...Começou a piorar por volta do dia 18, 19, e minha mãe levou ele pro hospital no dia 20, sábado", disse a irmã.

O quadro parecia animador na madrugada última segunda-feira, quando Pin apresentou uma breve melhora no quadro de saúde, todavia, o cenário piorou com o nível de oxigênio presente no sangue do jovem decaindo. Ele chegou a ser intubado, mas não resistiu.


Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra 12.220.011 de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 300.685 no país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou 124 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 2,7milhões de mortes. Os EUA seguem no topo da lista de infectados, com 30.034.270.