Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Quênia

Aos 99 anos, estudante queniana vira exemplo para novas gerações

"Gostaria de me tornar médica", declarou a idosa Priscilla Sitienei

Redação Publicado em 15/02/2022, às 10h40

A queniana Priscilla Sitienei - Divulgação / vídeo / Youtube / The Star
A queniana Priscilla Sitienei - Divulgação / vídeo / Youtube / The Star

Aos 99 anos de idade, Priscilla Sitienei, é a aluna mais velha de uma escola em Rift Valley, na zona rural do Quênia. Com seu uniforme, um vestido cinza e um suéter verde, ela diz ter voltado a estudar para dar um bom exemplo aos bisnetos e também para seguir uma nova carreira.

"Gostaria de me tornar médica, porque eu costumava atuar como parteira", declarou Sitienei à Reuters. De acordo com a mulher, a ideia de frequentar as aulas surgiu quando sua bisneta decidiu deixar os estudos após engravidar.

"Perguntei brincando se ela tinha algum saldo de mensalidade na escola e ela disse que sim, então disse a ela que usaria para começar a escola", revelou a idosa. Ela disse que esperava que a jovem retomasse os estudos, mas, a mesma se recusou. Assim, Priscilla decidiu que iria às aulas.

De acordo com a agência de notícias, no ano de 2003, o governo do Quênia passou a subsidiar o custo do ensino primário, o que permitiu que as pessoas mais velhas e que não tiveram a oportunidade de estudar em sua juventude, finalmente pudessem realizar seus sonhos.

Alguns desses alunos mais velhos se tornaram conhecidos, como é o caso de Sitienei, que, no ano passado, viajou a Paris para o lançamento de um filme sobre sua história de vida. A produção recebeu o título de "Gogo", que significa avó na língua nativa de Priscilla, kalenjin. Em breve, ela também deverá ir a Nova York.