Notícias » Brasil

Após 20 dias de buscas, governador de Goiás confirma captura de Lázaro Barbosa

Em seu Twitter, Ronaldo Caiado revelou que recebeu a notícia das forças armadas; o político afirmou que “a lei está acima de tudo”

Redação Publicado em 28/06/2021, às 10h16 - Atualizado às 10h26

Ronaldo Caiado em vídeo divulgado a prisão de Lázaro, ao lado da foto do foragido capturada pela polícia
Ronaldo Caiado em vídeo divulgado a prisão de Lázaro, ao lado da foto do foragido capturada pela polícia - Divulgação/Twitter/@ronaldocaiado / Divulgação/Polícia Civil

De acordo com informações publicadas nesta segunda-feira, 28, pelo jornal O Globo, o governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado, confirmou através de sua rede social oficial, que Lázaro Barbosa finalmente foi preso.

“Ta aí, minha gente, como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas cortinas de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiano não é Disneylândia de bandido”, escreveu em seu Twitter.

Segundo o político filiado ao Democratas, a notícia da prisão veio dos responsáveis pela operação que buscava pelo fugitivo na região de Cocalzinho de Goiás.

“Acabo de receber neste momento, uma informação de todas as forças de segurança que estão ali na região de Cocalzinho, que o Lázaro foi preso! Cumprimentar a todos aqueles que estão ali há vários dias, trocando informações e chegando a esse resultado final, com a prisão do Lázaro”, disse Ronaldo.

Na filmagem, o político continuou dizendo: “Meus cumprimentos a todas as forças de segurança que ali interagiram, trabalharam, com determinação, para mostrar que a lei está acima de tudo. Um abraço a todos”.

De acordo com informações publicadas pelo G1, o homem foi baleado durante a recente operação.

Sabe-se que o foragido estava sendo procurado há 20 dias por autoridades do Distrito Federal e de Goiás. Foram mais de 270 agentes envolvidos na operação.

Lázaro Barbosa era procurado por uma chacina que tirou a vida de quatro pessoas em Ceilândia, além disso, ele é investigado por ter invadido propriedades em áreas rurais e ter feito pessoas como reféns no período em que esteve foragido.

Confira o vídeo de Ronaldo Caidado.