Notícias » Personagem

Após acusar o pai de usar seu nome para se autopromover, Rihanna desiste de processo

A ação contra Ronald Fenty foi aberta pela cantora em 2019

Penélope Coelho Publicado em 09/09/2021, às 14h49

Rihanna, em 2017
Rihanna, em 2017 - Getty Images

De acordo com informações publicadas recentemente na revista britânica, New Musical Express, repercutidas pela Rolling Stone, na última quarta-feira, 8, a cantora Rihanna, de 33 anos, desistiu de uma ação judicial que abriu contra o pai, Ronald Fenty.

Segundo revelado na publicação, no ano de 2019, a artista pop dona de canções como ‘Umbrella’, ‘Work’ e ‘Love On The Brain’, tinha acusado Ronald de usar seu nome para promover as empresas dele, o que consequentemente teria feito o homem ganhar dinheiro com a fama da filha.

Agora, como revelado na reportagem, Rihanna e o pai teriam entrado em um acordo extrajudicial, acredita-se que o objetivo seja evitar uma disputa pública. Caso o processo tivesse continuidade, ambos deveriam comparecer ao Tribunal no final do mês de setembro.

Na época das acusações, a arista alegou que seu progenitor teria marcado diversos shows para ela, incluindo uma turnê internacional de US$ 15 milhões. Contudo, os eventos foram marcados sem a permissão de Rihanna.

A cantora alega que essas intercorrências prejudicaram sua reputação no meio artístico, com produtores e organizadores de evento. Ronald Fenty, por sua vez, nega as acusações.