Notícias » Brasil

Após caso Monark: Criador do Flow crítica quem pediu para tirar entrevista do ar

“Tinha uma galera ali que eu considerava amigo e estava falando muita merda", declarou Igor ‘3K’ Coelho

Fabio Previdelli Publicado em 08/03/2022, às 17h28

O apresentador e criador do Flow, Igor '3K' Coelho
O apresentador e criador do Flow, Igor '3K' Coelho - Divulgação/Instagram/igor.3k

Cerca de um mês depois da polêmica envolvendo o youtuber Bruno Aiub (Monark), que defendeu a legalização de um partido nazista no Brasil, o apresentador e um dos criadores do Flow Podcast, Igor ‘3K’ Coelho, falou sobre a polêmica que resultou com o desligamento de Aiub do programa

Na oportunidade, Igor comentou sobre “um montão” de entrevistados que pediram para que suas entrevistas ao Flow fossem tiradas da plataforma. Segundo 3K, a atitude dos convidados foi desproporcional. Coelho também afirmou que, além dos comentários públicos, muitos deles o procuram de maneira particular. 

Tiveram uns caras que chegaram... Eu acho escroto ainda, mas pelo menos os caras foram gente boa de mandar [mensagem] para mim no privado... Mas teve uma galera que soltou na internet, e assim, parecia uma reação em cadeia", revelou.

Segundo Igor, essa foi uma das coisas que mais o chateou em relação ao acontecido. “Tinha uma galera ali que eu considerava amigo e estava falando muita merda", afirmou Coelho

"Mas, pô, você está aqui no programa comigo, a gente está trocando ideia, e eu não falei nenhuma merda absurda nesse programa aqui, aí daqui a 20 programas eu falo uma merda absurda e você vai tirar esse programa?", indagou o apresentador. 

Igor também relatou que o YouTube está ‘boicotando’ o Flow, visto que há cerca de duas semanas o canal não está mais sendo monetizado, além de seu alcance ter sido diminuído dentro da plataforma. 

"Inclusive, eu preciso da ajuda de vocês que está assistindo, a galera que curte o 'Flow', e não está recebendo a notificação... Não existe mais isso porque, não sei se vocês sabem, mas a gente está desmonetizado há duas semanas e meia, apesar de o YouTube dizer que não, a gente vê que afeta muito o alcance, o público nem vê que a gente está ao vivo”, concluiu.


Relembre o caso Monark

Na noite de 7 de fevereiro, os deputados federais Kim Kataguiri (DEM) e Tabata Amaral (PSB) foram entrevistados no Flow Podcast. Quando o assunto nazismo surgiu, o então apresentador Monark afirmou:

“Eu acho que tinha que ter um partido nazista reconhecido pela lei [...] as pessoas não têm o direito de serem idiotas?”. 

Após a repercussão negativa, o homem foi desligado do Flow Podcast. Ele pediu desculpas e afirmou que estava bêbado na ocasião. No entanto, essa não foi a primeira vez que se envolveu em polêmicas, anteriormente, havia questionado se “ter uma opinião racista é crime”.