Notícias » EUA

Após censura do governo Trump, EUA divulgam número de bombas nucleares

Segundo o Departamento de Estado, a transparência é "importante para os esforços de não proliferação e desarmamento"

Redação Publicado em 06/10/2021, às 14h24

O ex-presidente Donald Trump
O ex-presidente Donald Trump - Getty Images

Na última terça-feira, 5, o Departamento de Estado norte-americano decidiu divulgar dados importantes sobre o número de bombas nucleares mantidas pelos EUA. De acordo com o g1, a informação foi censurada nos últimos quatro anos pelo governo Trump e, somente agora, com a mudança promovida por Biden, voltou a ser do conhecimento de todos.

Segundo a fonte, no dia 30 de setembro de 2020, o Exército dos Estados Unidos armazenava 3.750 mil ogivas nucleares, considerando tanto aquelas que se encontravam ativas quanto as inativas. No ano anterior, esse número chegou a 3.805 mil. Já em 2017, havia um total de 3.822 mil bombas. 

O portal de notícias g1 informou que a divulgação dos dados ocorre em um momento em que Biden busca retomar as negociações sobre o controle de armas com a Rússia, política que foi paralisada por Trump.

"Aumentar a transparência das reservas nucleares dos Estados é importante para os esforços de não proliferação e desarmamento", explicou o Departamento de Estado.

Enquanto presidente, o bilionário retirou o país do Tratado New Start, que limitava o número de ogivas nucleares mantidas por ambos os países. Ele chegou a permitir que o acordo expirasse, atitude que poderia ter provocado um efeito contrário entre russos e norte-americanos, gerando grandes conflitos.

Agora o atual presidente dos EUA JoeBiden busca junto ao líder russo VladimirPutin, restabelecer o acordo, que deverá ter validade de cinco anos.