Notícias » Rússia

Após chamar Putin de 'carniceiro', Biden é monitorado pela Rússia

Declaração veio em reação às falas feitas pelo político norte-americano neste último final de semana

Redação Publicado em 28/03/2022, às 11h57

Joe Biden, presidente dos EUA
Joe Biden, presidente dos EUA - Getty Images

Dmitri Peskov, o porta-voz do governo russo, afirmou nesta segunda-feira, 28, que o Kremlin está "monitorando de perto" o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, após um comentário do mesmo durante uma reunião em Varsóvia no último sábado, 26.

"Pelo amor de Deus, este homem não pode permanecer no poder", afirmou o político norte-americano na ocasião, referindo-se a Vladimir Putin, a quem também chamou de "carniceiro", conforme informações repercutidas pelo UOL. 

Durante sua visita à capital da Polônia, Biden não apenas encontrou-se com autoridades ucranianas, com quem discutiu a situação geopolítica e fez as afirmações citadas, como também visitou um abrigo para refugiados de guerra. 

"Esta declaração é, sem dúvida, alarmante", descreveu Dmitri a respeito das falas do líder dos Estados Unidos. 

A invasão da Rússia à Ucrânia já dura mais de um mês a esse ponto, a despeito de inúmeros esforços locais e globais para que o conflito seja cessado.