Notícias » Estados Unidos

Após comprar 9,2% da empresa, Elon Musk recusa Conselho de Administração do Twitter

O bilionário da SpaceX e Tesla rejeitou o convite para participar das decisões da rede social, mesmo sendo acionista majoritário

Redação Publicado em 11/04/2022, às 10h10

Elon Musk durante evento da Tesla em 2022
Elon Musk durante evento da Tesla em 2022 - Getty Images

Elon Musk, atual ocupante do primeiro lugar no ranking de pessoas mais ricas do mundo pela Forbes, desistiu de fazer parte do o conselho de administração do Twitter, conforme anunciou o presidente-executivo da rede social, Parag Agrawal, no último domingo, 10. A medida chama atenção após a compra recente do bilionário em 9,2% das ações da empresa.

O CEO da Tesla e da SpaceX adquiriu exatas 73.486.938 ações em março, estimadas em US$ 2,9 bilhões pela agência de notícias Reuters, o tornando o principal acionista da empresa, que lhe garantiria influência nas decisões comerciais em caso de integração ao conselho.

"A nomeação de Elon para o conselho deveria se tornar efetiva de maneira oficial em 9 de abril, mas Elon informou naquela manhã que não se uniria ao conselho. [...] Nós apreciamos e continuaremos apreciando a participação de nossos acionistas, estejam eles em nosso conselho ou não", afirmou Agrawal em uma mensagem enviada aos funcionários do Twitter.

Parag ainda reconheceu publicamente que Elon é o maior acionista acrescentou que a empresa permanecerá aberta para a contribuição do bilionário. Anteriormente, Musk havia criticado mudanças na rede sociais e tuitou que estava "ansioso para trabalhar com o conselho Parag e o conselho do Twitter para fazer melhorias significativas no Twitter nos próximos meses", como noticiou o portal G1.