Notícias » Ucrânia

Após contaminações, tropas russas deixam usina de Chernobyl

A informação foi divulgada pela empresa estatal ucraniana Energoatom na manhã de hoje

Redação Publicado em 01/04/2022, às 08h26

Usina de Chernobyl
Usina de Chernobyl - Getty Images

A empresa estatal ucraniana Energoatom, afirmou, nesta sexta-feira, 1, que as topas russas que se encontravam na usina nuclear de Chernobyl já deixaram o local. Além disso, funcionários relataram que não há mais "estranhos" entre eles.

"Esta manhã, os invasores anunciaram suas intenções de deixar a usina nuclear de Chernobyl", declarou a companhia em comunicado. A usina foi tomada pelos militares russos ainda no início da invasão do território ucraniano.

Segundo informações do UOL, a empresa confirmou, em nota, os relatos de que sodados russos teriam cavado trincheiras na área mais contaminada da zona de exclusão de Chernobyl, recebendo assim "doses significativas" de radiação. 

Conforme afirmou a agência de notícias Reuters alguns deles "não tinham ideia de que estavam em uma zona de radiação”. Há relatos ainda não confirmados de que militares estariam sendo tratados na Bielorrússia, país vizinho e aliado da Rússia.

Os soldados russos, entretanto, declararam que, depois de capturar os níveis de radiação do local, perceberam estavam dentro de uma faixa normal. A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) disse em comunicado que os relatórios não puderam ser confirmados.