Notícias » Brasil

Após contato com raposa, menino de 2 anos morre em decorrência do vírus da raiva

O caso aconteceu em Chapadinha, interior do Maranhão

Penélope Coelho Publicado em 05/11/2021, às 07h26

Imagem ilustrativa de raposa ao lado de fotografia de Luís Samuel Almeida da Silva
Imagem ilustrativa de raposa ao lado de fotografia de Luís Samuel Almeida da Silva - Divulgação/Wikimedia Commons/Carlos Henrique Luz Nunes de Almeida / Divulgação/Arquivo Pessoal

Na última quarta-feira, 3, um menino de dois anos de idade, Luís Samuel Almeida da Silva, faleceu em decorrência do vírus da raiva. O caso aconteceu em Santa Rita, no município de Chapadinha, interior do Maranhão.

Em agosto deste ano, Luís teve contato com uma raposa e contraiu o vírus nesse incidente, como revelado por análise de laboratório. O animal apareceu em sua casa e foi morto pelo cachorro da família.

Ainda não se sabe se ele teve contato direto com o bicho silvestre ou se aconteceu em decorrência da saliva do cachorro ter sido contaminada. O cão não teria adoecido por já ter tomado vacina.

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 4, pelo portal de notícias UOL, no mesmo dia o menino foi levado para um hospital em decorrência de um arranhão de gato. Contudo, os médicos responsáveis não aplicaram a vacina antirrábica no garoto.

Sabe-se que o procedimento de aplicação de tal vacina é padrão em casos como o de Luís Samuel. Segundo revelado na reportagem, os médicos foram afastados e podem ser investigados por possível negligência.

Em meados de setembro, o quadro do garoto já havia piorado consideravelmente. O menino ficou internado por cerca de um mês, mas, não resistiu e faleceu.