Notícias » Indonésia

Após desvio de dinheiro público em meio à pandemia, ex-ministro da Indonésia é condenado à prisão

Pelo envolvimento em um escândalo de corrupção multimilionário, Juliari Batubara deverá ficar 12 anos preso e ainda terá de pagar multa; entenda!

Penélope Coelho Publicado em 23/08/2021, às 11h05

Juliari Batubara
Juliari Batubara - Divulgação/Wikimedia Commons/Governo da Indonésia

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, publicadas nesta segunda-feira, 23, o ex-ministro dos Assuntos Sociais da Indonésia, Juliari Batubara, foi condenado pelo Tribunal de Corrupção de Jacarta a cumprir 12 anos de prisão por seu envolvimento em um escândalo de corrupção multimilionário, em meio à pandemia de Covid-19.

Segundo revelado na publicação, o juiz responsável considerou que o ex-político foi "convincentemente culpado de corrupção". Além disso, o tribunal ainda condenou Batubara a pagar uma multa de 500 milhões de rúpias por suas ações criminosas.

O homem recebeu 32,4 bilhões de rúpias — cerca de US $ 2,25 milhões de dólares — em propinas. Os valores deveriam ter sido destinados para pacotes de apoio para a população do país em meio à pandemia do novo coronavírus.

O ex-ministro ainda deverá devolver parte dos valores do fundo do governo que foram desviados por ele para uso pessoal. Com a decisão, o homem está proibido de se candidatar a cargos públicos, mesmo quatro anos após de cumprir sua pena de 12 anos de reclusão.