Notícias » Inglaterra

Após engano, obra do misterioso Banksy é apagada do metrô, em Londres

A iniciativa do artista tinha sido realizada para promover o incentivo ao uso de máscaras contra o novo coronavírus

Vanessa Centamori Publicado em 16/07/2020, às 12h55

Obra de Bansky, que foi apagada no metrô de Londres
Obra de Bansky, que foi apagada no metrô de Londres - Divulgação/Instagram/Bansky

Segundo informações da rede BBC, uma obra do artista Banksy, pintada recentemente no metrô de Londres, foi apagada por engano pela equipe de limpeza. O grafite em questão era de um rato com máscara — um dos roedores pintados pelo profissional, em uma campanha de conscientização contra o novo coronavírus. 

Um porta-voz da empresa metroviária, Transport for London (TfL), comentou o caso, dizendo que a ação violava a "rigorosa política antigrafite" da empresa. A remoção da obra ocorreu algumas horas depois de Banksy tê-la produzido. 

No entanto, a TfL disse que apreciava a iniciativa contra a pandemia e ofereceu ao artista a chance de fazer uma nova versão do grafite "em uma locação adequada". Em resposta ao ocorrido, ele publicou, ontem, 15, um vídeo em sua conta do Instagram, onde um homem — possivelmente Bansky — aparece equipado como se fosse limpar o metrô. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

. . If you don’t mask - you don’t get.

Uma publicação compartilhada por Banksy (@banksy) em

 

O profissional grafiteiro é sempre sigiloso, ao preservar a sua identidade em segredo. A intervenção realizada por ele foi chamada de If you don't mask - you don't get (Se você não se mascara você não entende, em tradução livre).

Os ratos são elementos comuns em suas obras: na iniciativa, um aterrissa usando uma máscara como paraquedas e outro espirra sem máscara, deixando um borrão de tinta na janela da locomotiva do metrô.