Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / África do Sul

Após estupro coletivo, mais de 80 pessoas são levadas à Justiça na África do Sul

O caso ocorreu na última quinta-feira, 28, a oeste na África do Sul

Redação Publicado em 01/08/2022, às 16h20

Imagem ilustrativa da bandeira da África do Sul - Foto de Chickenonline, via Pixabay
Imagem ilustrativa da bandeira da África do Sul - Foto de Chickenonline, via Pixabay

Em um tribunal da África do Sul, mais de 80 pessoas compareceram para uma audiência, nesta segunda-feira, 1° de agosto, depois de um estupro coletivo que chocou o país. Oito mulheres teriam sido as vítimas da ação absurda.

Na última quinta-feira, 28, perto de Krugersdorp, uma pequena cidade a oeste de Joanesburgo, uma gangue de homens armados invadiu um set de videoclipe e estuprou 8 mulheres. A polícia acusou imigrantes ilegais que trabalhavam em minas perto da área, prendendo, durante uma operação, 84 pessoas.

Ninguém foi indiciado até o momento, e dois outros suspeitos foram mortos em um tiroteio com a polícia. De acordo com fontes policiais, via Uol, um terceiro acabou ficando ferido.

Os detidos

Começaram a comparecer ao tribunal, nesta segunda-feira, os detidos que estão sob a acusação de terem entrado no país de forma ilegal e de possuírem itens roubados. Fannie Masemola, chefe da Polícia Nacional, afirmou que está investigando se houve participação deles no estupro.

O debate acerca da castração química para estupradores no país foi reaberto após o crime. Cyril Ramaphosa, o presidente, contou que "estupradores não têm lugar em nossa sociedade”, e ainda descreveu as ações como "atos horríveis de brutalidade" como "uma afronta aos direitos das mulheres".


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!