Notícias » Brasil

"O energúmeno é ele, o nosso presidente“, afirma filha de Paulo Freire após crítica de Jair Bolsonaro

Cristina Freire Heiniger relatou que Bolsonaro é ignorante e envergonha os brasileiros

André Nogueira Publicado em 23/12/2019, às 09h20

Paulo Freire em foto pessoal
Paulo Freire em foto pessoal - Instituto Mosaico

Cristina Freire Heiniger, filha do Patrono da Educação Paulo Freire, respondeu às onfensas proferidas pelo presidente Jair Bolsonaro ao educador pernambucano.

Depois do político ofender Freire de "energúmeno", Cristina, hoje com 72 anos, declarou que Bolsonaro “não representa todos os brasileiros, longe disso. Por isso, se permite, como o energúmeno que ele é, dizer o que diz do professor Paulo Freire”.

“Ele chamou meu pai de quê? De energúmeno? Que idiota. Talvez ele, simplesmente, não esteja sabendo que o método de alfabetização é para adultos. Se se trata de jovens e adolescentes, não se vai usar Paulo Freire. Ele é muito ignorante. Bastava que ele soubesse isso. É um método para alfabetizar. Nesse caso, o energúmeno é ele, o nosso presidente“, relatou em entrevista na Rádio França Internacional.

“Se ele fosse mais inteligente, não deveria fazer tanta balbúrdia, e esqueceríamos Paulo Freire, mas a atitude dele mostra a ignorância desse homem. Ele não percebe que está atiçando que se defenda Paulo Freire. Mas ele continua criticando, dizendo mentiras. Pelo amor de Deus, só com muita paciência. Esse presidente envergonha os brasileiros”.

Bolsonaro acredita que o déficit educacional no país é culpa de Paulo Freire e do esquerdismo. Freire, por sua vez, é o brasileiro mais citado em artigos acadêmicos de prestígio mundo afora.