Notícias » Curiosidades

Após gravar vídeo no TikTok, mulher pode ser presa nos EUA por alimentar urso

Confira o vídeo que denunciou a ação ilegal da moça com o animal!

Giovanna de Matteo Publicado em 20/10/2020, às 14h16

Moça alimenta urso selvagem em vídeo viral na internet
Moça alimenta urso selvagem em vídeo viral na internet - Divulgação /TikTok

Uma mulher que estava de férias na cidade de Gatlinburg, no Tennesse, EUA, postou um vídeo no TikTok que pode resultar em até 6 meses de prisão. Kristin Hailee Farris teria gravado um vídeo onde ela alimentava um urso dentro de uma reserva natural. O ato é considerado crime, e também pode render uma multa de US$ 500.

O vídeo foi publicado em seu perfil no aplicativo no dia 30 de setembro e contou com mais de 500 mil visualizações. As imagens mostram ela dando melancia, chocolate e alguns outros alimentos para o urso. O Tennessee Wildlife Resources Agency, organização responsável pela reserva onde vive o animal, repreendeu a ação da mulher, segundo um comunicado de imprensa.

Kristin foi procurada pela CNN dos Estados Unidos, mas não quis comentar sobre suas acusações. A alimentação ilegal de ursos é considerada uma infração de 'classe B' no estado americano.

Gatlinburg é uma cidade turística nas montanhas ao leste do Tennessee. Sua proximidade com a natureza torna comum a visita de animais selvagens. Por conta disso, foi necessário regulamentar as atividades na área. Uma delas é a proibição de qualquer pessoa de alimentar ursos negros ou deixar comida e lixo nos locais inadequados, dado o perigo que isso pode causar ao atrair os animais, de acordo com a Agência de Recursos da Vida Selvagem.

"O desejo irresistível de ter um encontro próximo com um urso preto é estranhamente mais poderoso do que o bom senso", contou o sargento de vida selvagem David Sexton. "Muitas pessoas alimentam ursos intencionalmente, sem se importar com as terríveis consequências para os ursos e para os humanos que isso pode deixar para trás." 

Confira o vídeo onde a moça alimenta um urso preto.