Notícias » Estados Unidos

Após jogar golfe, Trump não aceita derrota e diz que eleição está longe de terminar

Donald ainda acredita que existe fraude eleitoral nas eleições dos EUA

Redação Publicado em 07/11/2020, às 18h19 - Atualizado às 18h22

Trump durante aparição pública
Trump durante aparição pública - Wikimedia Commons

Hoje, 7, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden atingiu 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. Todavia, a novidade não agradou o concorrente, Donald Trump que jogava golfe quando recebeu a informação.

Bidendisputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. Após a novidade, o político se manifestou através de uma nota divulgada oficialmente, onde deixou claro que a eleição “está longe de terminar”. Isso porque, sem provas, o republicano afirma que as eleições foram fraudadas.

Fotografia de Joe Biden /Crédito - Wikimedia Commons

 

“Todos nós sabemos por que Joe Biden está se apressando em fingir que é o vencedor e por que seus aliados da mídia estão se esforçando tanto para ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja exposta. O simples fato é que esta eleição está longe de terminar”, disse Trump, inconformado com os resultados.

Os advogados de campanha do ex-apresentador de “O Aprendiz” afirmaram que existe fraude eleitoral e que irão a Justiça na próxima segunda-feira, 9, pedindo recontagem de votos, por exemplo.

A derrota de Trump

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Completando 78 anos de idade no próximo dia 20 de novembro, Joe Biden não apenas é responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: É o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória na tarde da última quarta-feira, 4, antes mesmo do encerramento da apuração.

O atual presidente alegou fraude eleitoral e não apresentou provas para a alegação, afirmando que acionará juridicamente a empresa responsável pela contagem, em uma tentativa de interromper o levantamento dos votos. “Nossos advogados pediram acesso significativo, mas de que adianta? O dano já foi feito à integridade de nosso sistema e à própria eleição presidencial”, disse Trump, na noite de anteontem, via Twitter.